Globos Terrestres

Depois de uma viagem a Turim logo seguida de outra a Londres sem tempo para mais nada para além do trabalho, aproveitei o fim de semana em Lisboa para visitar a exposição A Aventura da Terra que está desde Novembro no Museu de História Natural. Nesta exposição acompanhamos a evolução da terra ao longo de 4.600 milhões de anos através de um friso cronológico. Entre outros materiais destacam-se seis enormes globos terrestres representando os diversos períodos da evolução da Terra.

Estou habituado a ver representações de histórias geológicas com frisos temporais logarítmicos em que os tempos mais remotos se apresentam mais comprimidos relativamente aos acontecimentos mais recentes. A surpresa neste caso é a utilização de uma escala de tempo linear em que cada metro da exposição representa 50 milhões de anos: o friso cronológico prolonga-se por uma sala com o comprimento de 100 metros… a não perder.